Dicionário


Embora o Blog busque usar sempre termos mais simples e de fácil assimilação, por vezes é impossível substituir um termo. Assim, especialmente para o leitor iniciante, o Rock: Álbuns Clássicos oferece um pequeno dicionário com alguns termos mais frequentes em nossas publicações:

AOR: Literalmente, a sigla AOR significa “adult oriented rock” (rock direcionado para adultos). Musicalmente, trata-se de uma fusão entre rock, hard e progressivo surgida no final dos anos 1970 e início da década de 1980, caracterizada por uma sonoridade rica e cheia de camadas, produção cristalina e uma forte presença de melodia e refrãos fortes. O uso marcante de sintetizadores é recorrente entre as bandas de AOR, assim como a presença de harmonias vocais. Os fortes ganchos melódicos e refrãos atraentes, combinado à canções variando entre 3 e 4 minutos, tornam tudo muito agradável e de fácil assimilação auditiva. O AOR é, em sua essência, um gênero moldado para as rádios, para a construção de hits marcantes e, consequentemente, a venda de milhares de discos e a lotação de arenas - não à toa, alguns chamam o estilo de “rock de arena”. (retirado do site Collectors Room).

Glam Metal: O glam metal (também conhecido como hair metal ou slaze metal e, ainda, muitas vezes referido como sinônimo de pop metal) é um sub-gênero do hard rock e do heavy metal. Combina elementos desses gêneros com o punk rock e a música pop. Foi bastante popular em toda a década de 1980 e início da década de 1990. As bandas de glam metal adotaram uma aparência, assim como na cultura punk, exageradamente extravagante.

Hard Rock: é um estilo musical, subgênero do rock que tem suas raízes no rock de garagem e psicodélico do meio da década de 1960, que se caracteriza por ser consideravelmente mais pesado do que a música rock convencional, e marcada pelo uso de distorção, uma seção rítmica proeminente, arranjos simples e um som potente, com riffs de guitarra pesada e solos complexos. A formação típica era constituída por bateria, baixo, guitarra, e algumas vezes, um piano ou teclado, além de um vocalista que muitas vezes se utilizava de vocais agudos e roucos.

Heavy Metal: (ou simplesmente metal) é um gênero do rock que se desenvolveu no final da década de 1960 e no início da década de 1970, em grande parte no Reino Unido e nos Estados Unidos. Tendo como raízes o blues-rock e o rock psicodélico (psicadélico, em português europeu), as bandas que criaram o heavy metal desenvolveram um som massivo e encorpado, caracterizado por um timbre saturado e distorcido dos amplificadores, pelas cordas graves da guitarra para a criação de riffs e pela exploração de sonoridades em tons menores, dando um ar sombrio às composições.

New Wave of British Heavy Metal (N.W.O.B.H.M.): foi um movimento musical da Inglaterra, que surgiu entre os anos 1970 e 1980. Apesar do nome, se espalhou pela Europa e pelo mundo. A NWOBHM retirou o blues da primeira geração do metal, adicionando peso e velocidade ao mesmo ressaltando seus aspectos metálicos. Sem se preocupar em atingir grandes audiências e no entanto, atingindo-as, era puro metal feito para fãs. Talvez essa seja a razão pela qual o metal chamado tradicional seja em grande parte moldado a partir das bandas da New Wave of British Heavy Metal.

Power Metal: é um subgênero do heavy metal que combina características do metal tradicional com speed metal, muitas vezes com forte influência da música erudita. Geralmente, o power metal é caracterizado por um som mais animado, em contraste ao peso e dissonância prevalecentes em estilos como doom metal e death metal. Bandas de power metal usualmente têm seus "hinos" com temática de fantasia e fortes refrões, criando, assim, um som potente som teatral, dramático e emocional.

RAC: somos nós! Abreviação de Rock: Álbuns Clássicos.

Riff: é uma progressão de acordes, intervalos ou notas musicais, que são repetidas no contexto de uma música, formando a base ou acompanhamento. Riffs, geralmente, formam a base harmônica de músicas de jazz, blues e rock. Riffs são, na maioria das vezes, frases compostas para guitarra elétrica, mas, muitas vezes, podemos encontrar músicas com riffs compostos para outros instrumentos como baixo, piano, teclados, órgão etc.

Rock Progressivo: Rock progressivo (também abreviado por prog rock ou prog) é um subgênero do rock que surgiu no fim da década de 1960, na Inglaterra. Conseguiu se tornar muito popular na década de 1970, e ainda hoje possui muitos adeptos. O estilo recebeu influências da música clássica e do jazz fusion, em contraste com o rock estadunidense historicamente, influenciado pelo rhythm and blues e pela música country. Ao longo dos anos apareceram muitos subgéneros deste estilo tais como o rock sinfônico, o space rock, o krautrock, o R.I.O, o metal progressivo e o metal sinfônico. Praticamente todos os países desenvolveram músicos ou agrupamentos musicais voltados a esse gênero. São características básicas do estilo: 1) Composições longas, com harmonia e melodias complexas, aproximando-se muito da música erudita. 2) Letras que abordam temas como ficção científica, fantasia, religião, guerra, amor, loucura e história. 3) Álbuns conceituais, nos quais o tema ou história é explorado ao longo de todo o álbum, tornando-se um conceptual do estilo ópera rock se seguir uma história. 4) Vocalizações pouco usuais e uso de harmonias vocais múltiplas. 5) Uso proeminente de instrumentos eletrônicos, particularmente de teclados como órgão Hammond, piano, mellotron, sintetizadores Moog. 6) O uso de síncope, compassos compostos e mistos, escalas musicais e modos complexos. 7) Enormes solos de praticamente todos os instrumentos, expressamente para demonstrar o virtuosismo e feeling dos músicos. 8) Inclusão de peças clássicas nos álbuns.

Seção Rítmica: ou secção rítmica, também chamada popularmente no Brasil de cozinha, designa um grupo de instrumentos musicais, comumente, dois ou três instrumentos, mais especialmente responsáveis pelo pulso rítmico da parte musical a ser executada como também o acompanhamento das partes musicais. O termo também é referência aos instrumentos que pertencem a este grupo (seção). Num grupo de rock, a seção rítmica frequentemente é mantida pela bateria e principalmente a guitarra baixo que freqüentemente mantém a progressão harmônica da música com seu baixo andante. Enquanto uma guitarra ou um teclado poderá manter o acompanhamento (os acordes) e um outro instrumento solo, como um saxofone, uma flauta ou uma outra guitarra, etc., poderão tocar o solo, ou toda a melodia.

Southern Rock: é um subgênero da música rock. Desenvolveu-se na Região Sul dos Estados Unidos, a partir de influências do rock, country music, blues, e baseia-se geralmente na guitarra elétrica e vocais.

Thrash Metal: O thrash metal é uma subdivisão do heavy metal conhecida por uma maior velocidade e maior peso do que seus antecessores. Suas origens remontam ao fim da década de 1970 e começo da década de 1980, quando um grande número de bandas começou a incorporar elementos da NWOBHM com a nova música hardcore punk que surgia, criando assim um novo estilo bem mais agressivo do que o speed metal, seu predecessor direto. Possui duas cenas mais impactantes: a norte-americana (composta por nomes como Metallica, Slayer, etc.) e a alemã (com nomes como Kreator, Destruction, etc.).

Fonte: Wikipedia