22 de setembro de 2021

CHICKENFOOT - CHICKENFOOT (2009)

 


Chickenfoot é o álbum de estreia da banda norte-americana de mesmo nome, ou seja, a Chickenfoot. O lançamento oficial aconteceu em 5 de junho de 2009, através dos selos Redline, EAR Music e WHD Entertainment. As gravações ocorreram entre janeiro e fevereiro de 2009, no estúdio Skywalker Sound, em Marin County, nos Estados Unidos. A produção ficou a cargo de Andy Johns e da própria banda.

 

O Chickenfoot é um supergrupo de hard rock formado pelo vocalista Sammy Hagar (ex-Van Halen e Montrose), o baixista Michael Anthony (também ex-Van Halen), o guitarrista Joe Satriani e o baterista Chad Smith (Red Hot Chili Peppers).




 

Formação

 

De acordo com o vocalista Sammy Hagar: "O Chickenfoot começou comigo, Michael Anthony e Chad Smith tocando em meu clube, Cabo Wabo, no México. Então as pessoas começaram a nos perguntar quando íamos fazer uma turnê, gravar um disco, etc. disse que se vamos fazer isso corretamente, vamos ter que conseguir um guitarrista, então vamos falar com Joe Satriani. No que me diz respeito, ele é o melhor guitarrista do mundo. "

 

Hagar, Anthony e Satriani haviam colaborado anteriormente em 2002 com o nome de Planet Us. A banda também apareceu em um episódio do Aqua Teen Hunger Force.

 

Embora o nome e o logotipo da banda sejam um termo depreciativo para o símbolo da paz, a "pegada da galinha", o baixista Michael Anthony afirma que o nome se originou de sessões de jam iniciais entre Hagar, Smith e ele mesmo: "há três garras em um pé de galinha e somos três".


Sammy Hagar


 

Anthony afirmou mais tarde: "era para ser um nome besteira que tínhamos usado por um tempo, e então [quando] os rumores sobre a banda se espalharam, todos usaram esse nome e então pensamos, 'foda-se, vamos chamá-lo de Chickenfoot' - tudo se resume à música de qualquer maneira".

 

A primeira apresentação da banda foi em fevereiro de 2008 em um show de Hagar, no The Pearl Concert Theatre, no The Palms Casino Resort, em Las Vegas. O show incluiu um conjunto de três canções que incluíam "Rock and Roll" do Led Zeppelin, "Dear Mr. Fantasy" do Traffic e "Going Down", uma canção frequentemente interpretada por Hagar e Anthony em sua outra banda, Los Tres Gusanos.

 

Durante os intervalos na agenda de turnês de Satriani, o quarteto se reuniu na casa de Hagar para gravar demos e, finalmente, gravou um álbum completo no Skywalker Sound.


Michael Anthony e Chad Smith


 

Álbum de Estreia

 

Em 20 de março de 2009, a banda lançou duas músicas, "Soap on a Rope" e "Down the Drain" em seu site oficial. O primeiro single da banda, "Oh Yeah", foi lançado para rádios de todo os EUA, bem como em seu site oficial, em 13 de abril de 2009.

 

Sobre o produtor Andy Johns, o baixista Michael Anthony afirma:

 

“Ele é um grande engenheiro e um grande produtor. Ele realmente era o quinto membro da banda. Ele estava no estúdio conosco, dando sugestões e tudo. Ele sabia quando tínhamos uma chance. Ele dizia: 'Toque quantas vezes quiser, mas é essa aí.' Ele saía, fumava um cigarro e dizia: 'Avisem-me quando vocês terminarem de brincar porque este é o take que estamos usando”.

 

Nas impressões atuais do álbum, a capa e a contracapa são impressas com tinta sensível ao calor que muda de aparência acima e abaixo de 29 graus Celsius.


Joe Satriani


 

Quando abaixo de 29°C, aparece apenas um logotipo Chickenfoot branco (que não é impresso com tinta sensível ao calor) em um fundo preto. Quando acima de 29°C, é o logotipo com quatro zonas quadradas com cada membro da banda em cada uma.

 

Vamos às faixas:

 

AVENIDA REVOLUCION

 

“Avenida Revolucion” abre o disco de modo mais cadenciado, com boa dose de peso.

 

A letra se refere à imigração mexicana:

 

Now this is where Juan left his family

You can still smell the blood in his tracks

Yeah, and this is where we found the baby, oh

From here, there ain't no turnin' back

 

SOPE ON A ROPE

 

“Sope On a Rope” é um Hard Blues Rock bem caprichado, com destaque para as guitarras de Satriani.

 

A letra possui cunho sexual:

 

Woah, don't forget to bring your rockin' shoes

Grab a toothbrush, soap and a comb

And pick up a little taste, get your favorite buzz on

And you can leave the rest at home, woah yeah

 

SEXY LITTLE THING

 

“Sexy Little Thing” se aproxima daquilo que Hagar e Anthony faziam no Van Halen e a faixa é baseada em um bom riff.

 

A letra novamente é sexual:

 

I wanna roll all up in it

Get my sticky fingers all squeaky clean, wooh

It's stretched out and how it fit

I got my buttons poppin' off my chest

 

OH YEAH

 

Talvez a canção mais conhecida do grupo, “Oh Yeah” tem bons vocais de Hagar e uma guitarra afiada de Satriani.

 

A letra é sobre envelhecer:

 

Hey

I'm praying on my knees

My soul is what I prove

Hey I just want to be your hootchie cootchie man

to get you in and out of my head

 

“Oh Yeah” foi lançada como single, mas não repercutiu na principal parada norte-americana desta natureza.

 

Em um vídeo no site da banda, Joe Satriani disse que era "o arranjo típico do Chickenfoot, onde a música começa com um riff e a banda entra em ação, depois passa por todas essas mudanças e quando o riff principal começa novamente, os ouvintes esqueceram isso por causa da jornada musical".

 

Ele também disse que tudo começou muito simples, com ele e Sammy falando sobre velhas canções e artistas de blues, e que seria ótimo se eles pudessem fazer uma função entre o que eles faziam naturalmente como uma banda com composições antigas de blues.

 

O videoclipe do single estreou no YouTube em 11 de junho de 2009. O vídeo mostra a banda se apresentando em uma cena e em um estúdio. Há também fotos da banda tocando em uma quadra de basquete. Satriani brincou dizendo que o vídeo iria ganhar vários prêmios como "melhor vídeo de churrasco".

 

RUNNIN’ OUT

 

“Runnin’ Out” é um Hard Rock mais direto, com evidentes referências à carreira solo de Sammy.

 

A letra é em tom de falta de esperança:

 

Long after the mud has settled

You left us with a dirty man, hey

Trying to wash hisself clean

Trying to get blood off his hands

 

GET IT UP

 

Em “Get It Up”, o destaque vai para o groove implementado pelo baixo de Anthony que eleva o nível da música.

 

A letra fala sobre crenças:

 

Building your own temple

Earth, wood and stone

Wrap your feet in velvet

Walking east back home

 




DOWN THE DRAIN

 

“Down The Drain” é bem cadenciada e com muito peso, em uma das faixas mais pesadas do conjunto.

 

A letra fala sobre um futuro ruim:

 

But all that's changed

My whole world's been changin'

And it's a low down, dirty shame

'Cause it's all down the drain

 

MY KINDA GIRL

 

“My Kinda Girl” é um ótimo Hard Rock, contando com ótimas intervenções de Satriani e vocais inspirados de Hagar.

 

A letra fala sobre uma mulher:

 

Yeah, she just a-bit roughed out, turbo classy

All dressed up, she looks so s-s-s-sassy

Hey bartender, come down here

Watch her blow the head off a tall, blonde beer

 

LEARNING TO FALL

 

“Learning To Fall” é uma balada, bem introspectiva, na qual Sammy Hagar demonstra porque sempre foi um grande vocalista.

 

A letra possui um sentido de superação:

 

Now I've gotta sort out these dreams

Feels like watching your life on a big screen

And morning comes early again, yeah

Only to find us two as one

 

TURNIN’ LEFT

 

“Turnin’ Left” possui um ótimo riff inicial e uma certa dose de swing, construindo uma canção bem interessante.

 

A letra fala sobre carros:

 

Flat foot, headlights

Top gear headin' down the highway

Full speed, straight line

Can you tell me where you're really goin'

Two lanes but one way, yeah wooh

Faster past the red line

 

FUTURE IN THE PAST

 

“Future in the Past” encerra o disco em um clima mais swingado, com, novamente, boa performance de Satriani.

 

A letra fala sobre perspectivas:

 

I got a funky, funky feeling

Somethwere in the past

Still everyday believin'

Oh, I'm believin'

 

Considerações Finais

 

O álbum Chickenfoot foi bem em termos de paradas de sucesso. Ficou com a 23ª posição da principal parada britânica e com a 4ª colocação de sua correspondente norte-americana.

 

A crítica especializada recebeu o disco de maneira morna. Em perspectiva, Stephen Thomas Erlewine, do AllMusic, dá à obra uma nota 2 (em 5), apontando: “Esses quatro músicos estão unidos por seus muitos anos tocando nas trincheiras de rock de arena, um circuito que não necessariamente produz um terreno musical comum, embora dê a seus veteranos um certo talento para agradar as multidões. Essa ansiedade é evidente na estreia homônima da banda em 2009, o que não deve ser nenhuma surpresa, visto que Sammy Hagar nunca viu uma festa que ele não pudesse agitar, mas essa mentalidade não combina com a forma imaculada e rigidamente controlada de tocar de Satriani”.

 

O crítico ainda resume seu pensamento: “Satch sempre parece querer explodir, mas não consegue deixar de se apoiar na precisão, um problema que é o oposto da filosofia (de deixar tudo sair) de Hagar, e essa dicotomia se reflete na seção rítmica, onde o baixo estridente de Anthony não preenche bem as lacunas que Smith deixa”.

 

Chickenfoot, foi lançado em 4 de junho de 2009. Em sua data de lançamento, o Chickenfoot cantou o single "Oh Yeah!" no The Tonight Show com Conan O'Brien. O Chickenfoot posteriormente começou a fazer turnês pela Europa e América.

 

Em outubro de 2009, Smith se reuniu novamente com o Red Hot Chili Peppers para começar a trabalhar em seu décimo álbum de estúdio, fazendo com que o Chickenfoot entrasse em um hiato temporário.

 

Apesar disso, a banda ainda apareceu na televisão mais uma vez para apresentar "Sexy Little Thing" e "Oh Yeah" na transmissão de 6 de novembro de 2009 do Jimmy Kimmel Live! (gravado em 5 de novembro).

 

Em 3 de setembro de 2010, o Chickenfoot anunciou que estava se preparando para gravar seu segundo álbum. Chickenfoot III foi lançado em 27 de setembro de 2011.




 

Formação:

Sammy Hagar - Vocal, Guitarra base

Joe Satriani - Guitarra solo, Teclados

Michael Anthony - Baixo, Backing Vocals

Chad Smith - Bateria, Percussão

 

Faixas:

01. Avenida Revolucion (Hagar/Satriani) - 5:56

02. Soap on a Rope (Hagar/Satriani) - 5:32

03. Sexy Little Thing (Hagar/Satriani) - 4:14

04. Oh Yeah (Hagar/Satriani) - 4:54

05. Runnin' Out (Hagar/Satriani) - 3:52

06. Get It Up (Hagar/Satriani) - 4:41

07. Down the Drain (Hagar/Satriani/Anthony/Smith) - 6:17

08. My Kinda Girl (Hagar/Satriani) - 4:32

09. Learning to Fall (Hagar/Satriani) - 5:13

10. Turnin' Left (Hagar/Satriani) - 5:48

11. Future in the Past (Hagar/Satriani/Anthony/Smith) - 6:38

 

Letras:

Para o conteúdo completo das letras, recomenda-se o acesso a: https://www.letras.mus.br/chickenfoot/

 

Opinião do Blog:

Neste setembro de 2021, o Rock: Álbuns Clássicos focou seus posts em 2 álbuns de supergrupos.

 

Na estreia homônima do Chickenfoot, não se pode duvidar da alta qualidade dos músicos envolvidos. Satriani é uma referência quando o assunto é guitarra, Sammy e Anthony se consagraram no Van Halen e Smith também se tornou conhecido no Red Hot Chili Peppers.

 

Mas, o sentimento que permaneceu durante toda a audição do disco é o de que está faltando alguma coisa. Enquanto há algumas faixas realmente contagiantes, existem outras que decepcionam como “Avenida Revolucion” e “Future in the Past”.

 

Claro, a sonoridade base é o Hard Rock e as letras são no nível médio do Rock ‘n’ Roll. Como destaque escolhe-se “Sexy Little Thing” e “My Kinda Girl”.

 

Enfim, não que Chickenfoot seja um disco ruim, bem longe disto, mas é inegável o sentimento de decepção. O álbum não atinge o nível de expectativa gerado pelos nomes consagrados que compõem o conjunto. Mesmo assim, o site recomenda, como de praxe, que o leitor ouça o trabalho e tire suas próprias conclusões.

0 Comentários:

Postar um comentário