24 de julho de 2011

GUNS N' ROSES - APPETITE FOR DESTRUCTION (1987)



Appetite For Destruction é o álbum de estreia da banda norte-americana de Rock Guns N’ Roses. Ele foi lançado em 21 de julho de 1987 e sua produção ficou a cargo do produtor Mike Clink. Foram usados para a gravação do álbum os estúdios Rumbo Studios (Canoga Park), Take One Studio (Burbank) e Can Am Studio (Tarzana), todos situados na Califórnia.

O Guns N’ Roses é uma banda que foi formada em 1985 pela reunião de duas bandas que preexistiam. A Holywood Rose tinha em sua formação Axl Rose e Izzy Stradlin. Ela se fundiu com a banda chamada LA Guns, formada pelo guitarrista Tracii Guns, o baixista Ole Beich e o baterista Rob Gardner.

Com esta formação, o novo Guns N’ Roses teria feito duas ou três apresentações. Logo após, o baixista Ole Beich deixa a banda, sendo substituído por Duff McKagan. Tracii Guns, que faltava muito aos ensaios, acabou sendo substituído por um guitarrista que havia tocado com Duff na banda Road Crew que se chamava Saul Hudson. Mas era mais conhecido por seu apelido, Slash.

Com esta formação, a banda agenda uma turnê por algumas cidades, em 1986, incluindo a cidade natal de Duff, Seattle. Momentos antes da turnê, o baterista Gardner deixa a banda e o substituto é o amigo de Slash, Steven Adler. Esta seria a formação do Guns N’ Roses que se solidificaria.

Entretanto a turnê pela costa oeste americana foi um tremendo fracasso. Pequeno público nos primeiros shows, e, para completar, a Van que levaria a banda até Seatlle quebrou no meio do caminho. A banda consegue uma carona, mas que demora dois dias a mais para chegar a seu destino, fazendo com que as apresentações fossem canceladas. Pior: para conseguir voltar a Los Angeles tiveram que vender parte de seu equipamento. Incrível, embora seja uma história não totalmente confirmada pela banda.

Entretanto, todos estes problemas solidificaram a união da banda. E a química deles no palco era muito boa. Ainda em 1986 a banda lança o EP Live ?!*@ Like a Suicide para manter a visibilidade obtida nos circuitos de bares e pubs em que a banda tocava. Hoje o vinil original é um artigo valioso. Ele continha dois covers: “Nice Boys” (Rose Tattoo) e “Mama Kin” (Aerosmith), mais duas composições próprias “Reckless Life” e “Move To The City”, esta, música da época do Holywood Rose.

Embora o EP tenha sido lançado como um “ao vivo”, Axl Rose revelou tempos depois que, na verdade, as faixas tratavam-se de demos da banda nas quais foram adicionadas os sons produzidos pelo público.

A arte da capa mostra um estuprador robótico a ponto de ser punido por um vingador metálico, foi concebida baseada na obra Appetite for Destruction de Robert Williams. Vários varejistas se recusaram a estocar o álbum com essa imagem e a gravadora produziu uma nova arte, produzida por Billy White Jr. A nova imagem teve uma cruz com cinco caveiras, cada uma representando um membro da banda.

“Welcome To The Jungle” é a faixa que abre o álbum. Trata-se de um clássico absoluto. O riff é pesado, rápido e marcante. Os solos de Slash são de puro feeling, realizados com extremo bom gosto. Ótima atuação vocal de Axl Rose.

Lançado como single, a faixa foi sétimo lugar nos Estados Unidos e ficou na posição 67 na parada britânica. O single lançado no Reino Unido possuía no lado B um cover da música “Whole Lotta Rose”, do AC/DC.

O vídeo clipe promocional da música foi um dos mais pedidos pela audiência da MTV dos Estados Unidos  naquela época.

“Welcome To The Jungle” foi a primeira música feita em parceria por Axl e Slash, o primeiro fazendo a letra e o segundo compondo a canção. Também foram feitas muitas versões covers da canção.

“It’s So Easy” é a segunda faixa do álbum. Outra faixa que apresenta um riff de hard rock inspiradíssimo, muito bom.  O solo é ótimo. Foi lançada como single apenas no Reino Unido alcançando a posição 84.

Embora creditada como composição de toda a banda, na verdade a música é uma composição em parceria do baixista Duff McKagan com West Arkeen.

“Out Ta Get Me” possui um ótimo riff e um solo inicial, embora curto, de muito feeling. A letra se refere aos problemas que Axl possuía com a justiça enquanto estava em Indiana. Slash disse que a música foi muito rapidamente feita, por volta de 3 horas.

“Paradise City” é outro grande sucesso da banda e do álbum, um verdadeiro clássico do hard rock.

Slash conta como surgiu a concepção da música. A banda havia feito um show em San Francisco juntamente com uma banda chamada “Rock N Riders”. O conjunto voltava em uma van alugada para Los Angeles e estavam na parte traseira do veículo, bebendo e tocando. Slash começou a tocar o que seria a intro de “Paradise City” e murmurava a melodia e Duff e Izzy começaram a acompanha-lo.

Axl então cantou a frase “Take me down to the Paradise City” e Slash apenas ‘rimou’: "Where the grass is green and the girls are pretty."

Lançada como single em 1989, “Paradise City” alcançou o quinto lugar na parada dos Estados Unidos. Foi durante muito tempo a música que fechava os shows da banda.

“My Michelle” é uma canção escrita por Axl para uma amiga da banda chamada Michelle Young. A canção possui um ótimo riff e a velocidade aumenta durante o refrão. Boa faixa.

“Think About You” foi escrita e composta por Izzy Strandlin. Foi uma música muito tocada pela banda antes do lançamento do álbum, sendo, entretanto, nunca mais tocada até 2001. Nesta canção os solos são executados por Izzy.

Um dos maiores clássicos da banda, se não o maior, “Sweet Child O’ Mine” foi um sucesso absoluto. As letras foram feitas por Axl Rose sobre sua namorada na época, Erin Everly.

Slash conta que a música surgiu enquanto ele e o baterista Steven Adler estavam fazendo uma ‘jam’, por absoluta brincadeira. Slash teria dito a Adler que tocaria algo como ‘música de circo’ e fez algo parecido com o riff clássico da faixa.Izzy ouviu e perguntou se ele era capaz de tocar o riff novamente. E o resto é história.

“Sweet Child O’ Mine” foi o primeiro e único single do Guns N’ Roses a alcançar o topo da parada dos Estados Unidos. Foi o número seis na parada britânica. Também foi lançado um vídeo clipe para promover o álbum, sucesso absoluto. Em várias eleições do final do século passado, foi considerada a música com o melhor solo de Slash.

Incontáveis são as versões que existem da faixa, covers, trilhas sonoras e presença em jogos de vídeos games.

“You’re Crazy” é uma das faixas mais rápidas da discografia da banda. É pesada e rápida, embora tivesse sido concebida originalmente como uma canção acústica. No momento da gravação, a banda sugeriu acelerá-la. Ficou bom!

“Anything Goes” é uma das canções mais antigas da banda, mas antes se chamava “My Way, Your Way”. É a outra faixa do álbum em que o solo é tocado pelo guitarrista Izzy Strandlin e foi composta também por Chris Weber, do Holywood Rose.

“Nightrain” também foi lançada como single e é outra ótima faixa, com um excelente riff. Alcançou a posição 93 na parada dos estados Unidos.

Appetite For Destruction é um ótimo álbum e que fez o Guns N’ Roses deslanchar. O álbum alcançou o primeiro lugar na parada dos Estados Unidos. É tido como um dos melhores álbuns de estreia de uma banda da história do Rock, tendo vendido mais de 28 milhões de cópias até hoje.

Após o lançamento do álbum a banda saiu em uma grande turnê, por vezes sendo banda de abertura de grandes nomes do rock mundial, como Iron Maiden e KISS. Por vezes, também, foi ‘headline’ em alguns festivais.

No festival Monsters Of Rock, em Donnington, na Inglaterra, duas pessoas morreram pisoteadas em uma grande confusão que terminou em tragédia, mesmo com os apelos de Axl para que as pessoas se acalmassem. Isto fez a mídia considerar a banda negligente ao escolher os locais para tocar, sem condições para atender uma enorme legião de fãs que o Guns N’ Roses ganhava a cada dia.

Nesta época também a banda ganhou fama pelos excessos de seus membros. Era comum ver Slash, Izzy, Duff e Adler sob efeito de álcool e drogas nos bastidores e, por vezes, no próprio palco.

Formação:
Axl Rose – Vocal, Percussão em "Welcome to the Jungle"
Izzy Stradlin – Guitarra Base, Backing Vocals, Guitarra Solo em "Think About You" e "Anything Goes", percussão em "Paradise City"
Slash – Guitarra Solo, Guitarra Base em "Think About You" e "Anything Goes"
Duff McKagan – Baixo, Backing Vocals
Steven Adler – Bateria

Faixas:
01. Welcome to the Jungle (Rose/Slash) - 4:34
02. It's So Easy (McKagan/Arkeen) - 3:23
03. Nightrain (Rose/Stradlin/Slash/McKagan) - 4:29
04. Out ta Get Me (Rose/Stradlin/Slash) - 4:25
05. Mr. Brownstone (Stradlin/Slash) - 3:49
06. Paradise City (Rose/Slash/Stradlin/McKagan) - 6:46
07. My Michelle (Rose/Stradlin)- 3:40
08. Think About You (Stradlin)- 3:52
09. Sweet Child o' Mine (Rose/Slash/Stradlin)- 5:55
10. You're Crazy (Rose/Stradlin/Slash) - 3:17
11. Anything Goes (Rose/Stradlin/Chris Weber) - 3:26
12. Rocket Queen (Rose/Slash/McKagan) - 6:13

Letras:
Para acesso ao conteúdo das letras, recomendamos o acesso a:

Opinião do Blog:
Há muito preconceito por uma parte dos fãs de rock em relação ao Guns N’ Roses, em parte pelo enorme apoio e publicidade da mídia que a banda possuía no final dos anos oitenta e começo dos anos noventa e, em boa parte, pela postura arrogante do seu vocalista, Axl Rose.

A verdade é que quando se fala de Appetite For destruction, fala-se de um grande álbum de Rock. Ele apresenta uma banda em fúria, um álbum repleto de ótimos riffs, uma boa dose (acertada) de peso nas guitarras, mas sem perder em nada de melodia.

Ouvimos também um vocalista, Axl Rose, em sua melhor forma, dando ótimos tons para as canções, casando perfeitamente sua voz peculiar com as melodias e agressividade da música tocada pela banda. Simplesmente perfeito.

Destaque também para a ótima atuação do guitarrista Slash que, se não é o mais técnico do mundo, trabalha muito bem seus solos para beneficiar as músicas, esbanjando feeling e sentimento. Ele tem atuação memorável no álbum.

Appetite For Destruction foi o álbum de estreia do Guns N’ Roses e, ao mesmo tempo, seu ponto mais alto. Álbum extremamente recomendado pelo Blog. Apesar da banda ter feito outras boas músicas nos álbuns seguintes, a pequena discografia da banda com sua formação clássica deixou um sabor de que poderia ter saído muito mais coisas boas dali.

Vídeos Recomendados:

Welcome To The Jungle


Paradise City


Sweet Child O' Mine


2 comentários:

  1. Que saudades do verdadeiro Guns n' Roses, quando o Slash ainda fazia parte... Adoro esse álbum, todas as músicas presentes nele são ótimas !

    ResponderExcluir
  2. Esse álbum é mesmo muito bom. Cheio de energia.

    ResponderExcluir