23 de junho de 2018

RATT - INVASION OF YOUR PRIVACY (1985)


Invasion of Your Privacy é o segundo álbum de estúdio da banda norte-americana chamada Ratt. Seu lançamento oficial aconteceu em 13 de junho de 1985 através do selo Atlantic Records. As gravações ocorreram naquele mesmo ano, nos estúdios Rumbo Recorders, na Califórnia, e no Atlantic Studios, em Nova York. A produção ficou por conta do renomado produtor Beau Hill.

Após um longo período, o Ratt volta às páginas do RAC com seu segundo álbum de estúdio, Invasion of Your Privacy. Como os leitores já estão acostumados, vai-se contextualizar os momentos que antecedem ao lançamento do disco antes do faixa a faixa.


Out of the Cellar

Em 27 de março de 1984, o Ratt lançava seu álbum de estreia, o inesquecível Out of the Cellar.

Este disco já foi analisado aqui no Blog, em 2013, conforme o link acima.

O álbum fez muito sucesso nas rádios e na MTV, com músicas como “Round and Round” (que atingiu a 12ª posição na Billboard), “Wanted Man” e “Lack of Communication”.

Os videoclipes expuseram o grupo a uma audiência adolescente, esta, entusiasmada com o surgimento de um novo canal na rede de TV a cabo, a MTV dos Estados Unidos.

Bobby Blotzer

O videoclipe de “Round and Round” fez ainda mais sucesso com a participação especial de Milton Berle, ajudando a chamar ainda mais atenção para a banda. (Nota do Blog: Milton Berle foi um comediante e ator norte-americano. Como anfitrião do Texaco Star Theatre, da rede NBC (1948-55), ele foi a primeira grande estrela de televisão americana e foi conhecido por milhões de espectadores como ‘Tio Miltie’ e ‘Mr. Television’ durante a chamada ‘era de ouro da TV’).

Out of the Cellar tornou-se um grande sucesso comercial, sendo disco de platina, muitas vezes, nos Estados Unidos, além de fazer do Ratt estrelas tanto em casa quanto no Extremo Oriente.

O lançamento do álbum foi marcado por uma turnê mundial bem-sucedida que viu a banda lotar estádios e arenas em todo o mundo, compartilhando o palco com nomes como Billy Squier, Ozzy Osbourne, Blackfoot, Iron Maiden, Mötley Crüe, Twisted Sister e Lita Ford.

Próximo disco

Aproveitando a maré de sucesso, logo após o fim da muito bem-sucedida turnê, o Ratt já começou a trabalhar no sucessor de Out of the Cellar. O nome do trabalho seria Invasion of Your Privacy.

Para a produção, o escolhido foi Beau Hill, o qual havia produzido a estonteante estreia do grupo. O Ratt utilizou os estúdios Rumbo Recorders, em Canoga Park, na Califórnia e o Atlantic Studios, na cidade de Nova York.

A banda mantinha a mesma formação do disco anterior com Stephen Pearcy nos vocais, Robbin Crosby e Warren DeMartini nas guitarras, Juan Croucier no baixo e Bobby Blotzer na bateria.

Robbin Crosby

A modelo na capa do álbum é a Playmate da revista Playboy, Marianne Gravatte, que também faz uma aparição no videoclipe de “Lay It Down”. (Nota do Blog: Uma Playmate é uma modelo feminino apresentada na capa e centro da revista Playboy, como Playmate of the Month (PMOM). O pictórico da PMOM inclui fotografias nuas e um poster central, juntamente a uma biografia pictórica e a ‘Folha de Dados Playmate’, que lista sua data de nascimento, medidas, etc. No final do ano, uma das doze Playmates of the Month é chamada de Playmate of the Year (PMOY)).

Usar uma linda modelo feminino em uma capa de álbum, mais tarde, tornou-se uma tendência copiada por muitas bandas de glam metal da década de 1980, como o Great White e o Slaughter, que coincidentemente apresentava a esposa de Robbin Crosby na capa de seu álbum de estreia.

Vamos às faixas:

YOU’RE IN LOVE

"You're in Love" apresenta um riff pesado e contagiante, guiado magistralmente pelas guitarras de Robbin Crosby e Warren DeMartini. Os vocais de Stephen Pearcy são ótimos e o ritmo é envolvente. Um verdadeiro clássico do Ratt.

A letra possui sentido sexual:

You make your livin' lovin' hot
You spin me like a top
You take the evening one on one (On one)
You're only livin' to have fun


“You’re in Love” foi lançada como single e atingiu a 89ª posição da principal parada norte-americana desta natureza.

O videoclipe da música apresenta vários clipes de cena de amor de filmes clássicos e desenhos animados.



NEVER USE LOVE

O peso continua em voga na empolgante "Never Use Love", embora o andamento seja mais cadenciado e a melodia abuse mais claramente da malícia. O refrão é ótimo e o destaque é o trabalho marcante das guitarras, especialmente nos solos.

A letra é bem simples:

I've gotta find my place
Don't need no replacements
When you think you're too much
Then I've had enough, hell yeah!
When push comes to shove I'll be pushin' you down
Better think twice when you take that step
That you got both feet on the ground



LAY IT DOWN

Em "Lay It Down", o grupo continua com um ritmo mais cadenciado, em uma canção cuja sonoridade evidencia de forma mais clara o eficiente trabalho do baixista Juan Croucier. Trata-se de um Hard Rock empolgante.

A letra possui conotação sexual:

Under the sheets you will find me
I know that nothing's for free
You take what's good for your pleasing
I'll take what's good for this crazy evening
You know you really want to lay it down
Right now
And how
I know you really want to lay it down


“Lay It Down” é um grande clássico do Ratt.

A faixa foi o principal single lançado para promover Invasion of Your Privacy, atingindo a 40ª posição da principal parada norte-americana desta natureza.

A modelo Marianne Gravatte, a qual aparece na capa do disco, também participa do videoclipe. A faixa também aparece no jogo Brutal Legend.



GIVE IT ALL

"Give It All" mantém o Glam Metal do conjunto afiado, evidenciando a atuação dos guitarristas Crosby e DeMartini. O riff principal é intenso e conduz a faixa de modo muito eficiente. Outro bom trabalho vocal de Pearcy.

Outra vez, a letra possui tema sexual:

A fashion plate in a way, she really was
She had style and class understand she'll pay to dance
She moved my soul, don't you know she's here to please
Well I'm on my knees, can't you see, move in on me



CLOSER TO MY HEART

O baixista Juan Croucier é um dos destaques em "Closer to My Heart". Ele conduz a sonoridade, criando a base perfeita para os ótimos solos de guitarra. A boa atuação do vocalista Pearcy também é um ponto alto da música.

A letra remete a um relacionamento problemático:

It's not the way that you hold me
It's not that I really care
It's not to say that to love is to own me
You're tangled up in my lair
You broke your promises
Fallen out of love
You broke your promises
Fallen out of love



BETWEEN THE EYES

"Between the Eyes" é uma típica composição do auge do Glam Metal. Navegando magistralmente entre o Hard e o Heavy, ela funde uma melodia maliciosa com o peso típico do Metal. Ponto alto do álbum.

A letra demonstra sofrimento:

Can't you see the world turn and hear the cries?
Can't you see you're burnin' me between the eyes?
You hardly notice
Can't you see you're burnin' me right between the eyes?
I see you burnin' me between the eyes



WHAT YOU GIVE IS WHAT YOU GET

O baterista Bobby Blotzer e o baixista Croucier aumentam a pegada na faixa mais pesada do disco até então. Nesta composição, o Ratt aposta mais no Heavy Metal com as guitarras dominantes e o ritmo intenso. Ótima canção!

A letra fala sobre consequências:

I take my time
And I don't care
This love ain't right
What's fair is fair
If you just ask
You will receive
Give me the task
I aim to please

“What You Give Is What You Get” foi lançada como single, mas apenas no Japão.



GOT ME ON THE LINE

"Got Me on the Line" segue a cartilha do Glam Metal oitentista, com um ritmo divertido e descompromissado. Guitarras afiadas, com solos cativantes, acabam por conquistar o ouvinte.

A letra é sobre sexo:

Got me on the line
Ready for the night
You got me on the line
Now you'll think twice



YOU SHOULD KNOW BY NOW

Outra ótima canção do disco. Abusando de um ritmo envolvente e divertido, evidenciado no refrão, o Ratt aposta em uma sonoridade que mostra certa influência do Van Halen em sua música. Os solos de guitarra estão especialmente cativantes. 

A letra fala sobre rebeldia:

Can you hear me tellin' you (Tellin' you)
I've got something to say (Hey)
Don't you know it's nothin' new
Don't you get in my way, get in my way



DANGEROUS BUT WORTH THE RISK

A décima - e última - faixa de Invasion of Your Privacy é "Dangerous but Worth the Risk". Na derradeira música do álbum, o Ratt abusa de suas principais qualidades, ou seja, construir uma canção em que a melodia malemolente evidencie o aspecto divertido de suas composições. A música encerra muito bem o disco.

A letra fala sobre quem se arrisca:

The pressure's on
You're on the run
You're gettin' loose
You're havin' fun
Streets are cold
But remember this
We are dangerous
But worth the risk



Considerações Finais

Dois singles poderosos como “Lay It Down” e “You’re in Love” fizeram de Invasion of Your Privacy um grande sucesso.

O álbum atingiu a sensacional 7ª posição da principal parada de discos dos Estados Unidos, a Billboard. Ainda conquistou os 50º e 36º lugares das paradas de Reino Unido e Canadá, respectivamente.

Além disso, o trabalho foi bem recebido pela crítica e pelos fãs.

O site europeu Metal Storm dá ao álbum uma nota 8,9 (de 10), enquanto o renomado crítico canadense de Heavy Metal, Martin Popoff, atribui a nota 7 (em 10) para o disco em seu The Collector's Guide to Heavy Metal: Volume 2: The Eighties.

Eduardo Rivadavia, do site AllMusic, dá ao álbum uma nota 4 (de 5), afirmando: “(…) o segundo álbum do Ratt, Invasion of Your Privacy, continha todos os mesmos ingredientes que ajudaram a lançar a banda para o sucesso na MTV e no rádio: um lote de músicas pop-metal comercialmente experientes e uma modelo seminua na capa. Isso pode parecer uma análise excessivamente simplista, mas ajuda a argumentar que, por todos os seus muito positivos atributos, Invasion of Your Privacy foi um padrão criativo para o grupo”.

Por fim, Rivadavia concluiu: “Em última análise, não pode ser alterado o fato de Invasion of Your Privacy ser um esforço perfeitamente respeitável, muito amado pelos fãs do Ratt e (que) facilmente evitou qualquer indício de queda no segundo esforço”.

Uma edição com filmagens das performances da banda no Hirsch Memorial Coliseum, em Shreveport, Louisiana e no Mississippi Coast Coliseum, em Biloxi, Mississippi, foram apresentadas no videoclipe de “You're In Love”.

Os impressionantes solos de guitarra de DeMartini e Crosby e as letras altamente sexuais de Pearcy ajudaram a definir o som do Ratt. Embora não tenha alcançado os números de vendas ou o status de sua estreia, Invasion of Your Privacy, no entanto, continua sendo altamente considerado entre os fãs.

Alguns meses após o lançamento do álbum, a banda lançou um vídeo caseiro intitulado Ratt: The Video. O material apresentou vídeos de músicas do Ratt EP, Out of the Cellar e Invasion of Your Privacy.

O vídeo está atualmente fora de catálogo e é muito raro e difícil de se encontrar. Foi o primeiro vídeo comercialmente disponível a conseguir o certificado de ouro nos EUA, e eventualmente chegou à platina, ou seja, vendeu muito bem.

Além disso, Invasion of Your Privacy também foi um dos muitos álbuns que recebeu a atenção da infame Parents Music ResourceCenter, já que a capa e o título do disco eram uma clara referência ao voyeurismo. A organização apresentou-o em uma audiência no Congresso norte-americano, em 19 de setembro de 1985, em que o tema era sobre as gravadoras apresentarem a mensagem (de assessoria a pais), em discos, exibindo a mensagem de “conteúdo inapropriado”.

A banda viajou extensivamente pelos Estados Unidos e pelo Japão, compartilhando o palco com nomes como Bon Jovi, Ozzy Osbourne e Iron Maiden. Em agosto de 1985, a banda tocou no lendário festival Monsters of Rock, em Castle Donington, na Inglaterra, juntamente a ZZ Top, Bon Jovi, Metallica e Magnum.

Invasion of Your Privacy supera a casa de 2 milhões de cópias vendidas apenas nos Estados Unidos.



Formação:
Stephen Pearcy - Vocal
Robbin Crosby - Guitarra, Backing Vocals
Warren DeMartini - Guitarra, Backing Vocals
Juan Croucier - Baixo, Backing Vocals
Bobby Blotzer - Bateria, Percussão

Faixas:
01. You're in Love (Pearcy/Croucier) - 3:12
02. Never Use Love (Pearcy) - 3:54
03. Lay It Down (Crosby/Pearcy/DeMartini/Croucier) - 3:23
04. Give It All (Crosby/Pearcy) - 3:19
05. Closer to My Heart (Crosby/Pearcy) - 4:30
06. Between the Eyes (Pearcy/DeMartini) - 3:54
07. What You Give Is What You Get (Croucier) - 3:47
08. Got Me on the Line (Crosby/Pearcy) - 3:04
09. You Should Know by Now (Crosby/Pearcy/Croucier) - 3:29
10. Dangerous but Worth the Risk (Pearcy/DeMartini/Croucier) - 3:30

Letras:
Para o conteúdo completo das letras, recomenda-se o acesso a: https://www.letras.mus.br/ratt/

Opinião do Blog:
Após muito tempo, o Ratt retorna ao RAC com outro de seus álbuns mais renomados e um ótimo representante de tudo de bom que o Glam Metal poderia possuir.

Com a mesma formação que gravou sua antológica estreia, o inesquecível Out of the Cellar (1984), o grupo tinha como missão a árdua tarefa de construir um sucessor qualificado para seu primeiro esforço, o qual os havia lançado imediatamente à fama.

O resultado apareceu na forma deste Invasion of Your Privacy, lançado em 1985. E, sim, pode-se afirmar que a banda foi muito bem sucedida em sua empreitada.

Os principais elementos de Out of the Cellar continuam como os esteios deste disco: as letras sexuais interpretadas maliciosamente pelo bom vocalista Stephen Pearcy, o ritmo melodioso, malemolente e pesado e, também, as furiosas guitarras guiadas por uma ótima dupla de guitarristas: Robbin Crosby e Warren DeMartini.

Aliás, o ponto alto do Ratt pode, em muita valia, ser creditado no excelente trabalho das guitarras. Os riffs são deliciosos, pesados e melodiosos e os solos estão construídos abusando do bom gosto. Crosby e DeMartini são cruciais para o sucesso do que se ouve.

Músicas muito acima da média do Glam Metal estão presentes no disco: "Lay It Down", "Never Use Love" e "Closer to My Heart".

Mas o Blog elege suas favoritas como o clássico "You're in Love" e a pesadíssima "What You Give Is What You Get".

Concluindo, talvez Invasion of Your Privacy esteja em um patamar inferior ao da estreia do Ratt, Out of the Cellar, mas em nenhum ponto isto é um demérito. O nível altíssimo da estreia era praticamente inatingível e, mesmo assim, em vários momentos deste esforço, o grupo chegou a tangenciá-lo, construindo outro álbum essencial dentro do Glam Metal. Obrigatório para fãs desta vertente musical.

0 comentários:

Postar um comentário